• neotudosefaznovo

COMPORTAMENTOS MAIS IDENTIFICADOS NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DOS ACOLHIDOS QUE PASSARAM PELO PROGRAM


COMPORTAMENTOS MAIS IDENTIFICADOS NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DOS ACOLHIDOS QUE PASSARAM PELO PROGRAMA DE RECONSTRUÇÃO PROFISSIONAL.


Com base no acompanhamento pós-treinamento efetuado por um período de 12 semanas, identificamos características comportamentais comuns entre os alunos que seguiram suas vidas sendo reinseridos na sociedade nos âmbitos familiar, profissional e social. Temos uma amostragem de 21 acolhidos que receberam o programa de reconstrução profissional ainda durante o tratamento, em comunidade terapêutica sendo 12 homens e 9 mulheres.

Visualizando os dados acima podemos constatar que ambos grupos estão na fase adulta. Analisando o item escolaridade em média 50% desta amostragem não conseguiram concluir o ensino fundamental. Conforme levantamento realizado pela OD&M Consulting - empresa especializada em pesquisa de mercado de trabalho - 67% das vagas operacionais criadas no país em 2020 requer ensino médio completo.

Reinserção Social Para o grupo feminino, 4 mulheres conseguiram uma recolocação sendo 2 acolhidas via carteira assinada e 2 retornaram a ocupação informal exercida anterior ao tratamento, como profissionais na área de beleza(cabelereira/manicure/massagista). Cinco delas não pleitearam vagas por estarem recebendo benefícios. No contexto social, 2 retornaram aos estudos, ingressando na faculdade e ensino médio. Todas são mães e retornaram a convivência com os seus filhos. Uma delas se casou oficialmente reconstituindo uma nova família. Com relação ao grupo masculino 3 acolhidos se recolocaram formalmente no mercado de trabalho, sendo 2 com carteira assinada(motorista/educador social) e 1 como MEI no segmento de construção civil. 6 retornaram ao ofício que exerciam antes do tratamento também na área da construção civil (reparos e acabamentos em hidráulica, elétrica e alvenaria). 3 passaram a receber benefício devido ao seu estado de saúde. Deste grupo 3 também formalizaram compromisso de namoro. Em ambos os grupos, o processo que fortaleceu a sua identidade, trazendo autoconhecimento, equilíbrio emocional e autonomia seguiu as seguintes etapas:

  1. Continua frequentando grupos de mútua ajuda e/ou tratamento psiquiátrico;

  2. Elevação da autoestima;

  3. Reconstrução e fortalecimento de vínculos familiares;

  4. Tratamentos de saúde e estética(dentista/cicatrizes);

  5. Mantém contato NEO treinamentos, recebendo orientações e tirando dúvidas;

  6. Inclusão produtiva no mercado de trabalho;

  7. Estabilidade financeira;

  8. Compromisso no relacionamento.

Também percebemos que o fator emocional sofre oscilações impactando negativamente a autoestima, quando a etapa do compromisso/relacionamento é antecipada. Tende a ter recaídas nos casos de dependência química, por não conseguir lidar com os altos e baixos de um relacionamento amoroso. Concluímos que cada acolhido possui uma história e uma necessidade, mas as histórias de transformação surgem quando o processo se inicia de dentro para fora, ou seja, através de uma tomada de consciência por busca de mudança de vida com novos hábitos e perspectivas, ao receberem apoio do ambiente externo.

0 visualização0 comentário